sexta-feira, 26 de abril de 2013

Tocando "Não atire o pau no gato"

Nesta música, a mão direita vai ficar numa posição diferente daquela que vimos até agora. O polegar ficará inicialmente no Ré na região central do piano (a segunda tecla branca após o Dó central) . Assim, o primeiro Sol será tocado com o quarto dedo da mão direita. Também a mão terá mais mobilidade, porque no quarto compasso o Dó será tocado com o primeiro dedo (polegar) da mão direita e logo adiante o Lá passará a ser tocado com o quarto dedo e o Si com o quinto dedo. No penúltimo compasso, o Mi, deve ser tocado com o terceiro dedo, permitindo que a música termine com o Dó executado com o primeiro dedo da mão direita.
Veja:







A mão esquerda continua com o primeiro dedo na nota Dó e o quinto dedo na nota Fá.



Resultado do teste sobre ponto de aumento:

Primeiro compasso:  
Mínima pontuada - três tempos.
Segundo compasso:
Semínima pontuada - um tempo e meio.
Terceiro compasso:
Duas colcheias pontuadas - três quartos de tempo, cada uma (sabendo-se que a colcheia vale meio tempo nesta música).
Quarto compasso:
Mínima pontuada - três tempos.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

A música do gato e o ponto de aumento

Aqui no Brasil temos uma música infantil, cujo antigo nome era "Atirei o pau no gato" e que agora é cantada assim, por ser mais adequado ao carinho e respeito que devemos aos animais:

Não atire o pau no gato (to-to)
Porque isso (sso-sso)
Não se faz (faz-faz)
Ô gatinho (nho-nho)
É nosso amigo (go)
Não devemos maltratar
Os Animais
Miau!!!

A música é a seguinte:



Nesta música, quero chamar a atenção para o primeiro compasso da melodia, na clave de Sol, em que temos o Sol inicial numa figura de semínima pontuada. O ponto de aumento, colocado à direita da nota, aumenta-a em metade de seu valor. Assim, a nota Sol vale um tempo e meio no primeiro compasso.
Observe agora as seguintes figuras e diga qual o seu valor em tempos.


Tente tocar a música. Veja que, na mão direita, o primeiro Sol é tocado com o 4º dedo. No próximo artigo, apresentarei a solução do teste e mostrarei como se toca esta música.


Examine: Cursos online

terça-feira, 23 de abril de 2013

Acidentes na música - resultado do teste

Aqui está o resultado do teste postado no artigo O pastorzinho - acidentes na música.


Se você tem alguma pergunta sobre o conteúdo abordado nos diversos artigos, pode escrever para mim no campo próprio para comentários e eu responderei também através dos comentários.


quinta-feira, 18 de abril de 2013

Tocando a música O Pastorzinho - aparece o si b

Vou apresentar a música O Pastorzinho com algumas notas no acompanhamento.
Não coloquei o dedilhado da mão esquerda, mas as duas mãos vão tocar com o primeiro dedo no Dó central do piano. O quinto dedo da mão esquerda ficará na nota Fá e o quinto dedo da mão direita, na nota Sol.
A novidade é esse sinal à direita das claves, um b, que representa bemol. As diversas tonalidades têm a mesma relação entre os diversos graus que as formam, isto é, existe a mesma distância entre os diversos graus nas tonalidades maiores, Dó Maior, Ré Maior, Fá Maior ... Para que isso aconteça, há necessidade de elevar ou abaixar certas notas em cada tonalidade. No Fá Maior, que é o caso desta música, o Si é abaixado em meio tom. Esse o efeito do bemol. E toda a vez que tocarmos o Si, o que ocorre no acompanhamento, isso será feito na tecla preta, à esquerda do Si, onde se toca o Si bemol.

Veja o vídeo da música:
Os bemóis são tocados sempre na tecla preta à esquerda da nota natural e abaixam o som de um meio tom.
Se não houver tecla preta à esquerda, o bemol será produzido na primeira tecla branca à esquerda.
No teclado que aparece na foto abaixo, indique onde são produzidos  
Si bemol,
Mi bemol,
Ré bemol,
Sol bemol,
Fá bemol.
A resposta estará na próxima postagem.



quarta-feira, 17 de abril de 2013

Leitura rítmica

Estou apresentando aqui uma leitura rítmica, mostrando a relação entre as figuras semibreve, mínima, semínima, colcheia, semicolcheia e fusa, que foram mostradas na postagem de ontem e reapresento aqui.

Para fazer a leitura, precisamos marcar uma pulsação. Nesta leitura, a pulsação equivalerá a um tempo, representado pela semínima. Cada batida será o início de nova pulsação. Assim, a semibreve vai equivaler a 4 pulsações ou batidas, a mínima equivalerá a duas pulsações e a semínima a uma pulsação. As colcheias serão metade de uma pulsação - por isso uma será lida na primeira metade da pulsação e a próxima na segunda metade. Teremos duas semicolcheias na primeira metade da pulsação e duas na segunda metade. Teremos quatro fusas na primeira metade da pulsação e quatro na segunda metade.
Assista a este vídeo para aprender a fazer uma leitura rítmica.





Veja agora a resposta para o teste apresentado ontem, com a identificação do nome das figuras de valor nesta música.

Primeiro compasso: quatro semicolcheias e duas colcheias.
Segundo compasso: quatro semicolcheias e uma semínima.
Terceiro compasso: quatro semicolcheias e duas colcheias.
Quarto compasso: quatro colcheias.
Quinto compasso: uma mínima.
Sexto compasso: duas semínimas.
Sétimo compasso: duas semínimas.
Oitavo compasso: uma mínima.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Figuras

Já mencionamos no artigo Notas musicais - figuras que representam a duração algumas das figuras de valor das notas.
Vamos postar hoje um quadro com todas as figuras de valor atualmente utilizadas.
Vejam:

A semibreve está preenchendo o primeiro compasso.
Correspondem a uma  semibreve:
2 mínimas,
4 semínimas,
8 colcheias,
16 semicolcheias,
32 fusas e
64 semifusas.
Cada uma dessas figuras tem o dobro da duração da próxima. Assim, a semibreve vale 2 mínimas, a mínima vale 2 semínimas, a semínima vale duas colcheias e assim por diante.
Na próxima postagem vou mostrar como se faz uma leitura rítmica dessas figuras.
Agora, diga o nome das figuras nesta música.

Apresento a resposta amanhã. Até lá.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Tocando a música Marcha, soldado



Veja a música executada no teclado. A melodia é tocada primeiro, com a mão esquerda; depois podemos ouvir apenas o acompanhamento com a mão direita; por último toda a música.
Veja os artigos anteriores:
Marcha, soldado - aprendendo a tocar a música e
Como ler as notas musicais em clave de Fá

Marcha, soldado - aprendendo a tocar a música

Vamos hoje aprender a tocar a música Marcha, soldado - que foi utilizada nas postagens anteriores para estudar as notas em clave de Fá.

A melodia está na pauta inferior, em clave de Fá. Vamos aprendê-la primeiro, colocando o 5º dedo da mão esquerda sobre a nota Dó que fica uma oitava abaixo do Dó central.
O 1º dedo da mão esquerda (polegar)  ficará sobre a nota Sol, que é a primeira nota da melodia. 

A nota Lá, que aparece no sexto compasso, é tocada com o 2º dedo da mão esquerda passando sobre o 1º dedo (polegar), assim. Depois, imediatamente o dedo volta para sua posição normal, sobre o Fá, que será tocado no compasso seguinte.

Depois, vamos aprender o acompanhamento, que, nesta música, está na clave de Sol, sendo tocado com a mão direita.
O primeiro dedo será colocado sobre a nota Dó e o 5º dedo sobre a nota Sol.
Tente tocar. Na próxima postagem, coloco o vídeo da música, tocada assim.
Veja também os posts
O piano e as notas musicais
Notas musicais - figuras que representam a duração

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Resultado do teste sobre leitura em clave de Fá

Veja como se leem as notas musicais na música Marcha, Soldado,
apresentada na postagem anterior.


Amanhã apresento o dedilhado e mostro o vídeo para que você também toque Marcha, soldado.

Veja
Como ler as notas em clave de Fá

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Como ler as notas na clave de Fá

Tenho observado que muitos alunos e leitores gostariam de obter mais prática na leitura em clave de Fá.
A clave de Fá na 4a. linha é utilizada para leitura na pauta inferior do sistema nas partituras piano. Sistema é o conjunto de duas pautas, a superior escrita em clave de Sol e a inferior em clave de Fá.
A clave dá nome à nota na 4a. linha. As notas seguintes são lidas na sequência das notas musicais - Sol, Lá, Si, Dó, Ré, Mi ...em sentido ascendente ou Mi, Ré, Dó, Si, Lá, Sol... em sentido descendente.
A melodia da música encontra-se na pauta inferior, em clave de Fá. A primeira nota nesta pauta é Sol, pois está no 4º espaço, imediatamente após a nota Fá, na 4ª linha. Continuando, temos as notas Sol, Mi, Dó, Dó, Mi, Sol, Sol, Sol, Mi, Ré, Fá, Fá, Ré, Sol, Lá, Sol, Fá, Mi, Ré, Dó. Escreva o nome dessas notas, imprimindo o artigo.
Agora, coloque o nome nas notas da mesma música, num tom mais grave.

Como dica, a primeira nota, na pauta inferior é Ré. Continue a dar nome às notas.
Na próxima postagem, ensino como tocar a música. Até lá.



segunda-feira, 8 de abril de 2013

Correção do teste de hoje

Vamos à resposta do teste sobre o nome das notas musicais na música Sim, Cristo me ama, proposto no artigo Estudando as pausas na música


Você pode expor qualquer dúvida no campo próprio para comentários, aqui abaixo do artigo. Eu responderei.





Estudando as pausas na música

A música é composta por sons e também por silêncios. O silêncio em música é a pausa.
Nesta música - Sim, Cristo me ama - a melodia foi transcrita por mim na clave de Sol e na clave de Fá, alternadamente, para facilitar a execução. Quando não há notas na clave de Sol, há pausas no lugar dessas notas, que são tocadas na clave de Fá, com a mão esquerda.
Quando não há notas na clave de Fá, há pausas na pauta inferior e as notas são tocadas na clave de Sol.
No primeiro compasso, observamos na pauta superior a nota Ré, uma semínima, valendo um tempo,  e em seguida pausas de semínima (um tempo) e de mínima (dois tempos), totalizando 4 tempos no compasso. 
Na pauta inferior, no mesmo compasso, vemos a pausa de semínima (um tempo) e em seguida duas vezes a nota Si e a nota Lá, com o valor de semínimas, valendo mais três tempos. No último compasso, temos uma pausa de semibreve, que vale quatro tempos, na pauta superior. A diferença na escrita entre as pausas de mínima e de semibreve é que a pausa de mínima fica sobre a terceira linha e a de semibreve está suspensa na quarta linha.
Ao lado da clave de Sol, no início da música, temos a indicação 4 / 4, significando que nesta música temos 4 tempos em cada compasso e que cada tempo é representado por uma semínima (o número de tempos é representado pela parte superior da indicação e a semínima é representada pelo 4, na parte inferior da indicação ). Veja o artigo Notas musicais - figuras que representam a duração das notas.
A música Sim, Cristo me ama, que é uma melodia religiosa composta no final do século XIX, tem esta letra em português, na primeira estrofe e refrão:
Cristo tem amor por mim,
Com certeza eu creio assim.
Por amor de mim morreu.
Vivo está por mim no Céu.

Sim, Cristo me ama,
Sim, Cristo me ama,
Sim, Cristo me ama,
a Bíblia assim o diz.

Toque agora a música, e escreva o nome das notas musicais. Mostro a resposta dentro de algumas horas. O dedilhado está indicado pelos números abaixo das notas musicais correspondentes.
Assista a este vídeo, para ouvir a música, executada no teclado.


Agora, imprimindo ou copiando as figuras abaixo, preencha os compassos, 
no teste a, valendo cada compasso 4 semínimas (4 tempos) e, 
no teste b, valendo cada compasso 3 semínimas (três tempos). Mais tarde, no próximo post, veja exemplos de respostas , já que pode haver várias formas de preencher cada compasso.

Teste a

Teste b



domingo, 7 de abril de 2013

Tocando algumas notas como acompanhamento numa melodia

À medida que você lê com mais facilidade as notas musicais e aprende a tocar melodias simples, pode acrescentar algumas notas no acompanhamento, tornando a execução da música mais interessante.
Vamos voltar para a música Deus é tão bom, acrescentando notas em clave de Fá como acompanhamento em alguns compassos.


Acrescentei na clave de Fá as notas Si e Dó, que são tocadas com os dedos 2 e 1, da mão esquerda. O dedo 2, na nota Si; o dedo 1, na nota Dó, o Dó central do piano. A propósito, tanto o dedo 1 da mão direita quanto o da mão esquerda vão tocar a nota Dó (vamos lembrar que ela fica à esquerda do grupo de duas notas pretas no piano ou teclado).

Vamos tocar a música?
Você pode também cantar a letra: "Deus é tão bom,/ Deus é tão bom,/Deus é tão bom,/É tão bom/ Pra mim."


sexta-feira, 5 de abril de 2013

Como tocar as notas musicais no violão

Hoje faremos uma pausa e mostraremos, com a ajuda do Claudio, que é meu esposo, como tocar as notas musicais no violão.
O violão tem seis cordas, chamadas Mi, Si, Sol, Ré, Lá e Mi (grave), iniciando da que fica mais embaixo, quando o violão está na posição de ser tocado, ou mais à direita, se estiver em posição vertical. Se tocarmos essas cordas soltas, apenas dedilhando com a mão direita, o som será exatamente o da nota que dá nome à corda.

Observe aqui as cordas da direita para a esquerda. A mais fina é o Mi agudo e a mais grossa é a nota Mi grave, também chamada Mi bordão.

Agora observe essas pequenas divisões perpendiculares às cordas, que se chamam trastes. Entre um traste e outro está a distância de meio tom. 
A distância entre as alturas das notas é medida por tons e semitons. No piano entre uma tecla branca e uma tecla preta há um semitom e também entre as teclas brancas correspondentes ao intervalo Mi-Fá e Si-Dó. No violão, a distância entre um traste e outro é sempre de um semitom, na mesma corda.


No vídeo, o Cláudio inicialmente toca as cordas soltas: Mi, Si, Sol, Ré, Lá, Mi (da corda mais inferior para a mais alta).
Vai tocar as notas Dó e Ré na corda Si (a segunda), iniciando no primeiro traste, com a nota Dó e seguindo com o Ré, no terceiro traste, pois o Ré tem a distância de um tom do Dó, ou dois semitons. Em seguida toca  na corda Mi as notas Mi (com a primeira corda solta), Fá,  no primeiro traste, porque a distância é de um semitom entre Mi e Fá e depois Sol, no terceiro traste, Lá, no quinto traste, Si, no sétimo traste e Dó no oitavo (pois a distância entre Si e Dó é de um semitom).
Repetindo, para tocar notas na distância de um semitom, toca-se em trastes seguidos na mesma corda. Para a distância de um tom, a distância no violão é de dois trastes.